uganga-servus

Considerada umas das melhores bandas da nova geração do metal nacional, desde seu disco de estreia, “Atitude Lótus“, os mineiros do Uganga deixaram claro que não vieram para “comer pelas beiradas”. “Servus“, sucessor do ignorante “Opressor” mostra a banda ainda mais afiada e coesa (afinal a banda já está na ativa desde 1993!!!) desde a primeira faixa já chega com os dois pés nos tímpanos dos ouvintes.

Com riffs de guitarra matadores (Christian Franco, Thiago Soraggi e Maurício “Murcego” – substituído por Lucas “Carcaça” após as gravações), uma cozinha com groove envenenado (Rafhael Franco no baixo e Marco Henriques na bateria) e vocais com agressividade de Manu Joker, o quinto disco da banda traz um crossover de gente grande com letras excelentes, voltadas para temática políticas e sociais, porém sem cair no lugar comum.

Prova disso é que neste álbum a banda não se intimidou em fazer experimentações, tanto nos conceito como na parte sonora. Alem de composições rápidas, diretas e agressivas, temos partes mais trabalhadas, como a belíssima Dawn, com um instrumental mais lento e com muito felling e E.L.A., que traz um RAP com violas caipiras e a participação da cantora Flaira Ferro.