Em uma nova entrevista à NME, Cherie Currie falou sobre a possibilidade de uma reunião da clássica THE RUNAWAYS. A primeira banda de garotas da década de 1970, que também contou com Lita Ford, Joan Jett, Jackie Fox e Sandy West, excursionou internacionalmente e fez uma diferença nas paradas antes de se dissolver no final da década.

Perguntada se há alguma chance de um retorno do RUNAWAYS, Currie disse: “Não. Joan e Lita simplesmente não conseguem se olhar nos olhos e isso é lamentável. Na verdade, há 22 anos, foi Lita que, quando Sandy e Joan e eu queríamos que ela fizesse parte, fizemos um acordo e uma turnê e Lita simplesmente não se dá bem com o [produtor e empresário de Joan] Kenny Laguna, o que é uma pena. Lita queria isso há alguns anos, Joan não. Então, para mim, acho que não vai acontecer.”

Pressionado sobre se ela ainda fala com Lita, Currie disse: “Sim, eu falo com Lita. Olha, eu sou a única que já tocou com todas essas garotas desde o rompimento. Eu sou o soldado solitário que esperava que isso desse certo, mas você não pode controlar as pessoas; você precisa apenas deixar isso para trás “.

Em novembro passado, Lita Ford disse ao Daily Mail que uma reunião do THE RUNAWAYS provavelmente nunca acontecerá. Ela explicou: “Joan Jett está muito na ‘terra de Joan Jett’. Será que algum dia ela sairá da terra de Joan Jett? Acho que não. Acho que o gerente dela controla isso e é realmente ele e ela. Parece-me que o manager dela também administra a vida dela de todas as formas. Ele é muito controlador e tem um problema real comigo. Ele me vê como uma ameaça, o que é ridículo, porque ela é como minha irmã e eu amo Joan. É ridículo, é desnecessário e causou um pouco de rivalidade entre ela e eu, o que é totalmente desnecessário. A culpa é dele.”

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.