Tank revelou seu vídeo para “Shellshock”, com a participação do vocalista do Cradle Of Filth, Dani Filth, diretamente da trilha sonora do filme Baphomet.

A Cleopatra Entertainment adquiriu os direitos norte-americanos de Baphomet, um filme de terror do escritor e diretor Matthan Harris.

Baphomet conta a história de uma família americana (os Richardsons) celebrando a gravidez de sua filha, mas as coisas começam a dar errado quando o líder do culto satânico, Henrik Brandr, visita inesperadamente seu rancho. Henrik se oferece para pagar à família uma grande soma pela propriedade de suas terras, alegando que são sagradas para sua congregação. Jacob Richardson, o pai, rejeita a oferta devido ao valor sentimental de sua fazenda. Henrik, descontente, começa a lançar maldições sobre os Richardsons, tentando expulsá-los de suas próprias terras – mesmo que isso signifique assassiná-los. Depois de sofrer tragédias inexplicáveis ​​criadas pelas maldições, os Richardsons buscam a ajuda de Marybeth, uma bruxa suma sacerdotisa-branca. Eles logo descobrem um terrível segredo sobre sua casa, revelando porque sua terra é tão sagrada para o culto. Eles percebem que devem proteger sua casa do culto a todo custo, e uma violenta batalha entre o bem e o mal se inicia.

O filme é estrelado por Colin Ward (Mank, Criminal Minds), Giovanni Lombardo Radice (The Omen, City Of The Living Dead, Cannibal Ferox), Nick Principe (Laid To Rest, Chromeskull), Harris (German Angst, For We Are Many) e o vocalista do Cradle Of Filth, Dani Filth, como Lon Carlson, um ocultista e especialista em bruxaria.

Harris disse:

“Baphomet é uma montanha-russa infernal de terror demoníaco e sobrenatural. Comecei a pré-produção dele em 2013 e tem sido meu trabalho de amor eterno desde então. Coloquei tudo o que pude neste monstro de um filme , e estou muito satisfeito por podermos libertar esta besta horrível sobre o mundo este ano! “

Dani Filth acrescenta:

“Gostei muito da ideia. O roteiro era bom. Parecia genuinamente interessante, esotérico. A premissa é ótima e eu gostei bastante da ideia do personagem que estava interpretando… abatido e muito inteligente. É meio apropriado, você sabe. Eu não diria que é irônico, nem mesmo diria que é uma inversão de papéis, mas é semelhante à maneira como Ozzy interpretou um padre em Trick or Treat. É brincar com o gênero , misturando um pouco, e eu acho que é legal, sim. Eu acho que fui talhado para o papel de um investigador do ocultismo, filósofo do ocultismo, etc.

Rede Metal no Instagram:

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.