ALICE IN CHAINS e STONE TEMPLE PILOTS seguiram em frente após as mortes de Layne Staley (com William DuVall o substituindo), e Scott Weiland (com Jeff Gutt o substituindo), mas o guitarrista do SOUNDGARDEN, Kim Thayil, disse em entrevista para a Billboard, que não vê “dignidade” no SOUNDGARDEN substituindo Chris Cornell.

csw

Lembrando que o NIRVANA também tem se reunido esporadicamente com vocalistas convidados.

Jornalista: Após a inauguração da estátua de Chris Cornell em Seattle, Matt Cameron (baterista) e Ben Shepherd (baixista) fizeram alguns ruídos sobre a retomada do SOUNDGARDEN de alguma forma não explícita, mas você não concorda, não é?

Thayil: Não é provável que possamos fazer o SOUNDGARDEN sem uma peça que esteja faltando. Eu gostaria de fazer mais coisas com Matt e Ben no futuro… É provável que Matt, Ben e eu, façamos algo no futuro, mas provavelmente não será com o SOUNDGARDEN. Eu não vejo dignidade em seguir por esse caminho.

Jornalista: Se o SOUNDGARDEN realmente acabou, então, você está satisfeito com o status do legado da banda?

Thayil: Eu estou completamente satisfeito, mas precisa ser mantido. É por isso que estou supervisionando o catálogo e a mercadoria do SOUNDGARDEN, tendo feito isso o tempo todo, porque é importante que o legado seja compreendido. Há uma demografia cada vez maior de possíveis fãs do SOUNDGARDEN em meio a um número cada vez menor de consumidores, por isso, é importante que eles tenham boas maneiras de ouvir o que fizemos.

Jornalista: E quanto ao material que vocês estava trabalhando no momento da morte de Chris?

Thayil: Estávamos trabalhando em um novo álbum (que seria o 7º disco) e há material lá que gravamos e que ficaram guardados, além de algumas demos. Com certeza, este assunto está sendo discutido.

Saiba mais SOUNDGARDEN.

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.