O SLAYER começou sua turnê de despedida em maio de 2018 e claramente está indo bem. De acordo com a gerência da banda em uma entrevista à Pollstar, o SLAYER faturou mais de US $ 10 milhões em vendas de merchandise apenas na turnê de despedida. Nessa conta não entram os preços dos ingressos – é exatamente apenas o que está sendo comprando no estande da banda.

Ernie Gonzalez, da equipe de gestão de vendas do SLAYER, Rick Sales Entertainment Group, disse na entrevista que pessoas como os Kardashians que usam mercadorias do SLAYER acabaram ajudando bastante as vendas. O guitarrista Gary Holt pode odiá-los, e alguns de vocês podem ficar realmente bravos com celebridades vestindo camisas de metal, mas o SLAYER está aproveitando tudo isso.

“Você não deveria ver camisas do SLAYER nas Kardashians ou jogadores de basquete usando camisetas do SLAYER enquanto eles entram na arena na TV. Isso não deveria acontecer ”, diz Ernie Gonzalez. “Se você dissesse isso há 30 anos, ninguém poderia imaginar isso. O mais impressionante é que eles nunca tiveram que sacrificar a integridade artística, nunca tentaram se suavizar para se conformar ou atender aos padrões do que a indústria da música considera ser o melhor caminho para o sucesso. ”

Kristen Mulderig, do Rick Sales Entertainment Group, também acrescenta que o ataque às mercadorias do SLAYER está longe de terminar, e acrescenta que pode até haver um evento do SLAYER no futuro.

“Estamos no modo legado”, diz Mulderig, “o que ainda é muito a se fazer, mesmo que eles não gravem discos ou vá para a estrada. Eles ainda têm seus endorsers, ainda há produtos e marcas para fazer – sincronizar licenças e quem sabe? Talvez apresentar algum tipo de evento baseado no SLAYER. Isso é tudo o que estamos pensando e falando. O SLAYER vive, absolutamente.

O SLAYER lançará um álbum ao vivo e um filme baseado em videoclipes anteriores, intitulado The Repentless Killogy, em 8 de novembro. A turnê de despedida também passou pelo Brasil, com um show em São Paulo, e outro no Rock In Rio.

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.