Minas Gerais é sem dúvida o berço das mais bandas mais pesadas e brutais do Brasil. Sepultura, Sarcófago, Chakal. Overdose, Drowned, Attomica, Mutilator e Sexthrash são apenas alguns ótimos exemplos disso.

Não é de se admirar então que venha de lá um quinteto tão “cascudo” como o Sepulchral Voice, e seu petardo “Evil Never Rest”.

Formada em 1987 e após lançar algumas demos e um EP, encerrou as atividades em 1992. O retorno aconteceu em 2005, e em 2019 lançaram o EP “Evil Never Sleeps”. Ou seja estamos diante do primeiro disco oficial da banda e o material mostra que o longo hiato não “amaciou” banda.

Composta por Harley Senra (vocal), Luiz Sepulchral e Ronaldo Ron Seth (guitarras), Pepê Salomão (baixo) e Lélio Gustavo (bateria) a banda não dosa em momento algum a velocidade e rispidez nas composições e as dez faixas do disco transbordam em fúria e energia

Brutal, violento e direto, como um legítimo death/trash mineiro, o disco foi gravado e produzido pelo mítico André Cabelo (Chakal) e soa ligeiramente ‘datada”. Mas de forma alguma isso desmerece o material, e nem de longe é um ponto negativo, é apenas minha opinião.

Acredito que a banda realmente buscou trazer para o trabalho aquela “magia negra” e profana das lendas do metal extremo mineiro surgidas no final dos anos oitenta e sem dúvida vai agradar muito tanto os saudosistas como as novas gerações.