No dia 6 de janeiro, apoiadores de Donald Trump invadiram o Capitólio (sede do Congresso Nacional dos Estados Unidos da América). Os invasores alegam (sem provas) que a última eleição presidencial do país, ocorrida em novembro, foi fraudada. A situação repercutiu no mundo do heavy metal e do rock and roll, com algumas pessoas apoiando a invasão e muitas outras criticando. No segundo grupo, está Phil Rind, vocalista da banda de thrash metal SACRED REICH.

Phil Rind escreveu um grande comunicado no perfil da banda no Twitter, criticando os invasores e Donald Trump. Utilizando palavras fortes, ele escreveu…

“Eu não posso acreditar quantas pessoas ainda não entenderam. É como se muitos de vocês nunca leram ou entenderam as nossas letras.

Nós sabemos que nosso sistema político está podre até o âmago. Até aí, nenhuma novidade. Mas os idiotas estúpidos e racistas que invadiram o Capitólio o fizeram para apoiar o presidente mentiroso e estúpido. Não há nenhuma outra razão.

Eles [os invasores] não estão tentando salvar a América, estão destruindo-a para um apresentador de um reality show que será considerado o pior presidente da história.

Se você faz parte do culto a Trump, fique à vontade para parar de seguir. Nós não nos importamos nem um pouco.

Se você não consegue ver a supremacia branca que permeia este país, sugiro que abra os olhos e dê uma boa olhada [na situação]. Leia o livro ‘Fragilidade Branca’. Mas se você não vê, provavelmente é porque você não quer . Talvez você deva ouvir ‘One Nation’ [música do SACRED REICH]”.

Na sequência, a banda emitiu outro comunicado com críticas duras aos fãs que apoiam as políticas de Trump.

“Se você não consegue ver a diferença entre o movimento BLACK LIVES MATTER defendendo negros desarmados que foram baleados pela polícia durante décadas em todo o país e terroristas nacionais nacionalistas armados invadindo o Capitólio para impedir uma eleição em apoio a um presidente estúpido, racista e mentiroso, então, por todos os meios, NÃO NOS SIGA, NÃO CURTA, NÃO APOIE … DE FORMA ALGUMA.”

No mesmo comunicado, a banda fez questão de se posicionar e afirmar que apoia movimentos como o Black Lives Matter.

“Nós defendemos a verdade. Apoiamos o BLM, porque a VIDA NEGRA VALE TANTO QUANTO A VIDA BRANCA.

Apoiamos todo e qualquerum que se oponha ao fascismo, não importa onde ele apareça…

… Nós apoiamos os trabalhadores, os sindicatos, os organizadores, os ativistas que lutam pelos trabalhadores e oprimidos em todo o mundo.

Apoiamos a comunidade LGBTQ e todas as pessoas marginalizadas que têm o direito de ser e viver exatamente como quiserem.

Nós nos opomos a governos corruptos e aos políticos que cobrem seus bolsos às custas das pessoas que deveriam representar.

Alguma merda de pergunta?”.

Em um mundo cada vez mais polarizado e com movimentos intolerantes efervescendo, é cada vez mais importante saber o posicionamento das pessoas e artistas que acompanhamos.

Rede Metal no Instagram:

Avatar
Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.