Mais uma vez, a polêmica turnê que trás Ronnie James Dio em forma de holograma está de volta e repaginado para melhor, segundo os desenvolvedores do holograma e participantes da turnê, obviamente!

Muitas pessoas são contra esse tipo de ação, e não porque trata-se de Dio, mas turnês com hologramas em geral, por ter a opinião de que fere a memória do artista que já não está entre nós, ou que é apenas uma turnê caça-níquel que mobiliza os fãs mais ingênuos.

Jeff Pezzuti, CEO da produtora de hologramas Eyellusion, que criou o holograma de Ronnie James Dio, disse à News-Press que uma versão digital de Dio é a próxima melhor coisa para os fãs que nunca viram Ronnie ao vivo.

“É um verdadeiro show de metal”, disse Pezzuti. “Ronnie parece real … E parece real. Definitivamente parece real.”

“Você tem que suspender sua descrença. Todo mundo sabe que ele não está lá. Gostaríamos que ele estivesse, mas ele não está.”

Jeff Pezzuti, CEO da Eyellusion

O ex-colega de banda de Dio, Simon Wright, que faz parte do DIO DISCIPLES, que apoiará o holograma, disse que a turnê é uma maneira de celebrar Dio e sua música.

“Você precisa entender o que é. Não estamos tentando ressuscitar os mortos aqui. Não é vodu. É entretenimento. É um show.

“[Ronnie] não está mais aqui. Se ele fosse, não estaríamos fazendo toda essa porcaria. [Mas] é ótimo ouvir a voz dele novamente.”

Simon Wright, baterista

A viúva e manager de longa data de Ronnie, Wendy Dio, que é membro da equipe Eyellusion, disse que prometeu a Ronnie antes de morrer que faria tudo o que pudesse para manter sua lenda viva:

“Ele era uma pessoa especial. Todo mundo amava ele. Ele amava seus fãs. Seus fãs eram as pessoas mais importantes para ele.”

Wendy Dio

O lendário vocalista de heavy metal morreu em 2010 aos 67 anos de câncer de estômago. Seu holograma fez sua estréia no festival Wacken Open Air em agosto de 2016, na frente de mais de 75.000 fãs.

A produção do holograma usa o áudio das performances ao vivo ao longo da carreira de Dio, com a banda DIO DISCIPLES tocando ao vivo, composta por Wright na bateria, Craig Goldy na guitarra e Scott Warren nos teclados, juntamente com Bjorn Englen no baixo. Também aparecem com eles o ex-vocalista do JUDAS PRIEST, Tim “Ripper” Owens, e o ex-vocalista do LYNCH MOB, Oni Logan.

Depois que a turnê inicial de sete datas da turnê foi concluída em dezembro de 2017, o holograma de Ronnie sofreu algumas mudanças antes do lançamento da próxima etapa da turnê mundial “Dio Returns”, que começa em 31 de maio em Fort Myers.

dioreturns

Saiba mais sobre Ronnie James Dio.

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.