Ozzy Osbourne disse à revista GQ que sofre de uma doença respiratória que o coloca em maior risco de pneumonia grave e resultados ruins se ele desenvolver COVID-19.

“Estou com enfisema, então se eu pegar esse vírus, estou ferrado”, disse ele, referindo-se ao tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) que torna a respiração difícil e piora com o tempo.

Questionado sobre como está sua saúde no momento, Ozzy disse: “A cirurgia que eu tive liberou todas as merdas. Eu quebrei meu pescoço em um acidente de quadriciclo [em 2003] e quando isso sarou, apertou minha coluna vertebral, então eu estava recebendo todos os tipos de coisas estranhas acontecendo comigo. Eu estava no palco e de repente levava um choque forte em um lado do meu corpo. Então, uma noite, 18 meses atrás, fui ao banheiro no escuro e simplesmente caí. Eu gritei: ‘Sharon, estou no chão’, e ela disse: ‘Bem, levanta então!’ Mas eu não consegui. Quando você chega aos 70, as comportas se abrem e tudo vai por água abaixo. Veja bem, já me safei disso por muito tempo.

Ozzy disse ainda que está tentando “ao máximo” ficar protegido no momento. “Se eu saio, uso máscara, mas não gosto de usar máscara, então não saio muito”, disse ele. “O produtor do meu álbum [Andrew Watt] pegou o vírus. Eu ligava para ele todos os dias e ele dizia que não conseguia dormir, porque assim que dormia, parava de respirar. Ele não é a mesma pessoa agora … É como qualquer pessoa que passou por uma experiência de quase morte: ele se tornou um pouco mais cuidadoso com a vida. Mas minhas duas netas pegaram isso, e você jamais pensaria que tivesse algo de errado com elas.

Rede Metal no Instagram:

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.