Final do ano batendo à porta com um monte de lançamento, desta vez, com 26 lançamentos selecionados pelo nosso site, com realmente muita coisa interessante de várias vertentes dentro do rock e metal, como sempre!

Entre os destaques do editor (sim, agora todo o mês vai ter esse absurdo!) estão os álbuns do ANGEL WITCH, NILE, BLIND GUARDIAN, AVATARIUM e LINDEMANN.

Lembrando que, mais uma vez, a listagem abaixo está APENAS por ordem de data de lançamento, então vamos começar!

*Lembrando que desta vez, colocamos uma música de cada lançamento em uma playlist no Spotify (infelizmente músicas do novo álbum do Blind Guadian ainda não estão disponíveis na plataforma):


#1 ANGEL WITCH – “Angel of Light”

Gênero: Heavy Metal
País: Grã-Bretanha
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Metal Blade Records

Sobre:
Além de um histórico de quatro décadas em que o nome Angel Witch se manteve, a banda é uma verdadeira guardiã de um estilo que transcende época e arquétipo. A atual formação da banda se formou onze anos atrás, sempre mantendo poderosos riffs vindos da NWOBHM. Mesmo com esse carimbo no que tange ao estilo praticado pela banda, os caras renasceram em suas composições, com a singularidade arrojada, e como consequência, criando o álbum “Angel of Light”, apenas o quinto álbum da banda, e uma verdadeira onda de confiança baseada em riffs.


#2 ANCIENT VVISDOM – “Mundus”

Gênero: Black Metal
País: EUA
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Argonauta Records

Sobre:
A banda estadunidense está de volta com um novo álbum impressionante que não apenas destaca sua própria marca registrada feita de deathrock e neo folclore, mas também sua atitude nas guitarras e riffs matadores, mantendo o ‘black metal’ muito mais nas letras do que em seu instrumental.


#3 CANNABIS CORPSE – “Nug So Vile”

Gênero: Death Metal
País: EUA
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Season of Mist

Sobre:
A banda pode parecer pura brincadeira, visto seu nome, porém, nesse novo álbum temos outra vez uma dose potente de brutalidade misturada a riffs saborosos, batidas violentas e poderoso THC (pra quem curte a banda em sua verdadeira essência!). Com um título inspirado no álbum seminal do CRYPTOPSY, ‘Nug So Vile’ é um olhar horrível para a mente de um abusador de maconha hardcore com as fantasias dementes de um viciado. O material é mais do que apenas um mero sucessor de ‘Left Hand Pass’, de 2017, mas serve como uma peça sólida, continuando exatamente de onde a banda parou.


#4 DEAF RAT – “Ban The Light”

Gênero: Hard Rock
País: Suécia
Lançamento: 01/11/2019
Selo: AFM Records

Sobre:
O DEAF RAT é um grupo de suecos, vindos de diferentes ângulos da cena Hard Rock e saudando sua música com muita sujeira, escuridão e melodia. Em sua missão profana, o DEAF RAT tem apenas uma mensagem para compartilhar com o mundo: viva sua vida ao máximo, pois é a única que você tem! A paixão pela música pode estar nos genes do DEAF RAT, já que sua região natal, Dalarna, na Suécia, produziu muitas grandes bandas para a indústria da música metal como PAIN, HYPOCRISY, TWILIGHT FORCE e SABATON. “Somos trabalhadores”, diz Frankie Rich. “Se queremos algo feito, fazemos nós mesmos. Isso definitivamente se reflete em nossa música”.


#5 NILE – “Vile Nilotic Rites”

Gênero: Brutal Death Metal
País: EUA
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Nuclear Blast Records

nile-capa

Sobre:
Em termos líricos, os “Ritos Nilóticos Vil” foram inspirados e informados pelo interesse escolástico de Sanders e pela compreensão da história egípcia, mesopotâmica e levantina. O título em si, no entanto, nos leva de felucca (um tipo de barco usado no mar mediterrãneo) à Khartoum, mas nem tudo é acadêmico, é claro. “Vile Nilotic Rites” foi apropriado por Sanders da série da HBO “Rome” – episódio “Deus Impeditio Esuritori Nullus (nenhum deus pode parar um homem faminto)”. O resultado final musical extrema do NILE foi de 11 músicas, afiadas como lâminas de obsidiana, pesadas como nove pirâmides núbias.


#6 ANTROPOMORPHIA – “Merciless”

Gênero: Death Doom Metal
País: EUA
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Prophecy Produtions

Sobre:
Com “Nephilim Grove”, o Novembers Doom comemora seu trigésimo aniversário em grande estilo. Desde o estrondoso trovão que é a faixa ‘Petrichor’, a gótica ‘Black Light’, que combina explosões com delicadeza melódica, até o final dramático ‘The Obelus’, o registro marca nada menos que uma atualização imponente do gênero. Em resumo, um álbum que exala atemporidade, então, digamos que a banda conseguiu novamente!


#7 PAGANIZER – “The Tower Of The Morbid”

Gênero: Death Metal
País: Suécia
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Transcending Obscurity Records

Sobre:
Mais uma banda da Suécia lançando um bom álbum, desta vez, no metal extremo. “The Tower of the Morbid” é um clássico material de death metal, apresentando uma banda que tenta ir além dos limites de sua vertente, mas não muito, com uma belíssima arte de capa feita por Dan Seagrave, e musicalmente mostrando ser uma máquina esmagadora e brutal: o death metal sueco em sua melhor forma.


#8 AGNOSTIC FRONT – “Get Loud!”

Gênero: Hardcore
País: EUA
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Nuclear Blast Records

Sobre:
“Get Loud!” é um nome que já diz tudo! Uma das bandas clássicas do hardcore de Nova Iorque está de volta, apresentando 14 faixas cheias de energia. A faixa-título carrega uma mensagem comum para todo o álbum. É uma versão sombria e fascinante de “fale, você não está cansado da mesma rotina do dia a dia? É hora de fazer essa mudança e parar de se frustar com as mesmas coisas. É disso que se trata “Get Loud!”. Diz Miret, vocalista.


#9 BLIND GUARDIAN – “The Legacy Of The Dark Lands”

Gênero: Power Metal
País: Alemanha
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Nuclear Blast Records

blind-guardian-capa

Sobre:
Este é um dos projetos mais ambiciosos da história do metal e o famoso ditado “coisa boa requer ter tempo” se aplica com mais precisão do que nunca, porém, infelizmente este álbum não terá o destaque que merece no mundo. Ainda nos anos noventa, quando o BLIND GUARDIAN começou a enriquecer cada vez mais seu som opulento com elementos orquestrais, a idéia de um álbum orquestral amadureceu nos dois principais integrantes, o guitarrista André Olbrich e o vocalista Hansi Kürsch. Nos últimos anos, o gigantesco projeto ganhou forma cada vez mais e, juntamente com as épicas cascatas sonoras, o conceito lírico emergiu em paralelo. Para esse fim, foi destacado o apoio proeminente do livro pessoal do autor Markus Heitz do romance ‘Die Dunklen Lande’, publicado em 1 de março de 2019. O romance é ambientado em 1629 e contém o prequel do álbum “Legacy Of The Dark Lands”; que será lançado em 1º de novembro.


#10 MAMMOTH MAMMOTH – “Kreuzung”

Gênero: Stoner Metal
País: Austrália
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Napalm Records

Sobre:
O grupo australiano aproveitou a oportunidade para resumir sua fórmula de stoner rock desde o lançamento do “Mount The Mountain”, há dois anos, e o resultado é uma marreta eletrizante que cimenta o nome Mammoth Mammoth. A faixa-título groovy de Kreuzung (em alemão para encruzilhada) poderia possivelmente abrir uma cerveja através da pura força das ondas sonoras. Este álbum prova que o manifesto da bandad está sendo feito, e eles sabem exatamente para onde estão indo.


#11 PRETTY MAIDS – “Undress Your Madness”

Gênero: Heavy Metal
País: Dinamarca
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Frontiers Records

pretty-maids-capa

Sobre:
“Undress Your Madness” é o sucessor altamente esperado do Pretty Maids após o lançamento do sucesso comercial e crítico de 2016 “Kingmaker”, um disco que continuou o caminho “revitalizado” que a banda seguiu com os álbuns clássicos “Pandemonium” e “Motherland”. É sempre difícil seguir um registro bem-sucedido e inspirado, mas “Undress Your Madness” mostra que o Pretty Maids ainda está na fase mais fresca e vital de sua carreira desde o início dos anos 90.


#12 QUIET RIOT – “Hollywood Cowboys”

Gênero: Hard Rock
País: EUA
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Frontiers Records

Sobre:
Com “Hollywood Cowboys”, James finalmente assume o controle total e vai surpreender todo mundo com seu incrível conjunto de canos. A história de Frankie Banali com o QUIET RIOT se estende por mais de 34 anos e ele tem a distinção de ser o único membro a ter gravado em todos os discos da banda. Depois de quase dez anos desde a perda de seu amigo e co-fundador de banda Kevin DuBrow, Frankie continuou com a banda para trazer aos fãs um novo material! Musicalmente, o novo álbum oferece exatamente o que você esperaria do QUIET RIOT. Hard rock preparado para arenas com riffs contagiantes, além de uma maturidade nas composições que somente uma banda com essa história e pedigree pode oferecer.


#13 THE DARK ELEMENT – “Songs The Night Sings”

Gênero: Symphonic Power Metal
País: Finlândia
Lançamento: 08/11/2019
Selo: Frontiers Records

Sobre:
O DARK ELEMENT é um projeto musical liderado pela vocalista Anette Olzon, juntamente com o guitarrista e compositor finlandês Jani Liimatainen. Desde que a notícia deste projeto foi divulgada, os fãs começaram a se empolgar com a expectativa de sua chegada. E não admira, considerando o talento envolvido! Anette é amplamente conhecida por ser a voz nos álbuns “Dark Passion Play” e “Imaginareum” (apesar de críticas veementes em relação à esta fase do Nightwish). Jani esteve recentemente ocupado com Cain’s Offering, ao lado do cantor do Stratovarius, Timo Kotipelto, mas deixou uma marca profunda na mente de todos os fãs de power metal, graças ao seu tempo no Sonata Arctica. Jani diz: “Eu acho que o álbum é muito pesado, mas ainda hiper melódico, e desta vez estamos explorando novos territórios musicais que não fizemos no álbum anterior. Agora que eu e Anette temos um álbum juntos, nós descobrimos o estilo que queremos seguir e também a maneira ideal de trabalhar juntos. De tudo isso, acho seguro dizer que, no próximo álbum, você terá ainda mais do que tornou o primeiro álbum tão bom, só que isso será maior, melhor e mais ousado! “


#14 ABIGAIL WILLIAMS – “Walk Beyond the Dark”

Gênero: Black Metal
País: EUA
Lançamento: 15/11/2019
Selo: Blood Music

Sobre:
Abigail Williams, com esse álbum, se torna um nome cada vez mais interessante na cena black metal dos EUA. “Walk Beyond the Dark” combina todos os materiais anteriores em uma força inegável, elevando o resultado para o próximo nível.


#15 RAGNAROK – “Non Debellicata”

Gênero: Black Metal
País: Noruega
Lançamento: 15/11/2019
Selo: Agonia Records

Sobre:
Este é o 9º álbum da banda norueguesa de metal extremo, e o frontman e único integrante original, Jontho, comentou sobre o processo de concepção do álbum: “Nosso novo álbum, Non Debellicata, é o resultado de um extenso processo no qual todos os membros da banda participaram de forma criativa, tanto musical quanto liricamente. Nós colocamos muito trabalho nesse álbum para torná-lo o mais extremo e violento possível. pudemos, ultrapassando as fronteiras de nossas habilidades musicais e de composição musical. Inicialmente, começamos com 20 músicas, das quais ensaiamos 16 e reduzimos para 13 para gravação. Acabamos escolhendo 10 para inclusão no álbum, porque queríamos garantir a maior qualidade possível de todas as músicas “


#16 SUIDAKRA – “Echoes of Yore”

Gênero: Pagan & Folk Metal
País: Alemanha
Lançamento: 15/11/2019
Selo: Mdd Records

Sobre:
Este álbum foi totalmente financiado via Kickstarter, com os fãs escolhendo as 10 músicas que seriam incluídas! O instumental bebe muito da fonte black metal, como costumeiramente a banda faz, com uma bateria enérgica e rápida, com os outros instumentos a acompanhando praticamente da mesma forma! Os guturais rasgados também são presença marcante.


#17 AVATARIUM – “The Fire I Long For”

Gênero: Doom Metal
País: Suécia
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Nuclear Blast Records

Sobre:
Este registro mostra a essência de uma banda que encontrou seu som característico, não importa o que aconteça. Levemente desenvolvido, passo a passo em cada lançamento, “The Fire I Long For” inclui 9 músicas genuínas de pureza excepcional. Esse fogo pelo qual eles anseiam se reflete em todas as músicas deste álbum. Certamente um dos materiais mais interessantes do gênero nos últimos anos!


#18 LEAVES’ EYES – “Black Butterfly” (Limited EP)

Gênero: Symphonic Metal
País: Alemanha
Lançamento: 22/11/2019
Selo: AFM Records

Sobre:
Com a vocalista Elina Siirala, a banda retorna agora com um lançamento muito especial. Uma interpretação de “Silent Night” (Stille Nacht) e três músicas novas e inéditas que certamente irão criar uma expectativa boa para o próximo álbum de estúdio, que será lançado em 2020.


#19 LINDEMANN – “F & M”

Gênero: Industrial Metal
País: Alemanha
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Universal Music

Sobre:
O segundo álbum do projeto paralelo de Till Lindemann (RAMMSTEIN) e o multi-instrumentista Peter Tägtgren (HYPOCRISY, PAIN) mostra a consolidação desta dupla e que ambos são capazes de remover a alcunha desta banda em ser um simples projeto paralelo. O álbum “F & M” até agora mostrou em seus singles faixas bem interessantes, que certamente seriam, no mínimo, ótimos lado B tanto do Rammstein quanto do Pain.


#20 MASTER – “Widower” (EP)

Gênero: Death Metal
País: República Tcheca
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Metal Bastard Enterprises

Sobre:
Old-School-Death-Metal e nada mais, essa é a proposta do MASTER. Os vocais de Speckmann são surpreendentes e as músicas são cativantes e variadas, graças a várias reviravoltas de atmosfera e explosões furiosas, boas melodias tudo que envolve os ingredientes do death metal. É um álbum obrigatório para o fã mais assíduo desta vertente.


#21 SKYBLOOD – “Skyblood”

Gênero: Heavy Metal
País: Suécia
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Napalm Records

Sobre:
Mats Levén é um dos nomes mais influentes e ilustres do metal sueco, com sua voz dramática e colorida que já agraciou álbuns do Candlemass, Therion, Krux, Yngwie Malmsteen e At Vance – agora, depois de emprestar sua voz a outras pessoas por décadas, os fãs podem finalmente testemunhar o projeto solo do carismático cantor! O projeto foi batizado de Skyblood e é, segundo Mats, “quem eu sou”. Particularmente, eu sempre espero grandes coisas desse vocalista, e seu álbum é uma mistura de tudo o que ele já fez por aí: épicos, metal clássico, doom e até hard rock.


#22 SODOM – “Out of the Frontline Trench (EP)”

Gênero: Thrash Metal
País: Alemanha
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Steamhammer

Sobre:
Rápido e objetivo, esse é o novo EP “Out of the Frontline Trench” do SODOM, que nada mais é que um aquecimento para as novidades que os fãs esperam para 2020. Para esse EP de 5 faixas, 3 delas são inéditas, sendo que a faixa de abertura “Genesis” será a faixa-título do próximo álbum completoprevisto para 2020.


#23 TYGERS OF PAN TANG – “Ritual”

Gênero: Heavy Metal
País: Grã-Bretanha
Lançamento: 22/11/2019
Selo: Mighty Music

Sobre:
Formada em 1978, a banda viveu a época de outro da NWOBHM, embora quase nunca seja lembrada, a não ser pelos fãs mais assíduos da onda! Com esse novo álbum, a rpoposta é quase um hard rock, algo um pouco mais leve e facilmente digerível, como pode ser visto na faixa “White Lines”, que ganhou vídeo clipe oficial.


#24 CATTLE DECAPITATION – “Death Atlas”

Gênero: Death Metal
País: EUA
Lançamento: 29/11/2019
Selo: Metal Blade Records

cattle-decap-death-atlas

Sobre:
Sombrio e temático! Os membros da CATTLE DECAPITATION nunca se esquivaram sobre confrontar a forma horrenda que a raça humana trata a natureza, e “Death Atlas” é seu material mais sombrio até hoje. A capa diz tudo: um Grim Reaper curvado e esquelético carregando a crosta queimada do nosso planeta nas costas. Comentário da própria banda sobre o álbum:
“O conceito central deste disco é a insignificância da humanidade, apesar do que nos convencemos”, explica o vocalista Travis Ryan. “É por isso que a capa deste álbum ocorre no espaço, para lembrá-lo de que ‘o universo sempre encontra uma maneira de purgar’. No grande esquema das coisas, nossa espécie é apenas um pensamento fugaz”


#24 CORONATUS – “The Eminence Of Nature”

Gênero: Folk Metal
País: Alemanha
Lançamento: 01/11/2019
Selo: Massacre Records

Sobre:
A natureza é um tópico-chave no próximo e nono álbum de estúdio da CORONATUS, sendo possível dizer que é um álbum conceitual, mas isso, é claro, não está escrito em pedra. Os temas pautam proteção da natureza e do clima (“No Planet B” e “SOP”), bem como o gosto pela natureza do norte ( The Wilderness Of The North”, “The Place I Love”, “Set Sail To North”, “9000 Years Ago”, “Midsommar”). A sonoridade cheia não é tão comum no folk metal, fazendo-os flertar com o symphonic metal, o que pode causar estranheza aos desavisados.


#25 PRONG – “Age of Defiance (EP)”

Gênero: Thrash Metal
País: EUA
Lançamento: 29/11/2019
Selo: Steamhammer

Sobre:
Como poucas outras bandas de metal contemporâneas, Prong é sinônimo de uma atitude realista, resistência e um vínculo estreito com seus fãs. “Desde o início de nossa carreira, fizemos quase tudo nós mesmos”, o guitarrista, vocalista e fundador da banda, Tommy, relembra a fase inicial intensa e extremamente extenuante do grupo na década de 1980. “Não apenas escrevemos músicas e álbuns, como também gerenciamos a banda, cuidamos das mercadorias, enviamos demos para clubes. Depois, houve alguns anos com gravadoras e agências envolvidas para nos apoiar. Hoje estamos de volta ao começo, fizemos um círculo completo “.


#26 STORMWARRIOR – “Norsemen”

Gênero: Power Metal
País: Alemanha
Lançamento: 29/11/2019
Selo: Massacre Records

Sobre:
Doses de tematica viking com um power metal anos 90, é essa a proposta da STORMWARRIOR após 5 anos sem lançar absolutamente nada! O protótipo da faixa-título “Norsemen (We Are)” demorou em torno de 15 anos para ser completado, pois os membros da banda não chegavam a um concenso de como deveria soar os arranjos, obrigando-os à colocar a música na geladeira.

Sentiu falta de algum lançamento? Conta pra gente nos comentários, mande um e-mail ou entre em contato pelas redes sociais da Rede Metal! Lembrando apenas que não incluímos nada que seja compilação ou álbuns ao vivo, apenas material inédito!