O vocalista do Lamb Of God Randy Blythe não é fã do processo de estúdio quando se trata de gravar discos com sua banda. Conversando recentemente com a Metal Injection sobre seus problemas com o processo, Blythe declarou:

“Eu odeio gravar discos. Eu odiava fazer esse disco, odiava fazer todos os discos que já fiz. Eu não gosto disso.

Eu gosto de fazer turnês, gosto de subir ao palco, ficar furioso e ver todo mundo se fodendo, e essa comunicação, essa troca de energia com o público.

O processo de gravar é um mal necessário para mim, com minha banda, porque simplesmente não é divertido. Portanto, é sempre um desafio.

Dito isto, essa foi a coisa mais relaxada em colaboração que eu já fiz, NUNCA. Eu nunca direi ‘me diverti gravando’, porque não o fiz. Eu vou dormir com dor de cabeça todas as noites; fisicamente, dói.

Minha garganta dói, minha cabeça dói, meus ouvidos estão zumbindo, ouço-me cantando a mesma linha várias vezes enquanto vou dormir, é como ‘repita, cale a boca, cale a boca’. louco.

É por isso que não posso estar em casa quando gravo. Não estou em condições de ficar com meus amigos, minha família, tenho que sair e me imergir nesse mundo. ”

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.