O vocalista Steve Grimmett, do GRIM REAPER, falou sobre a luta que está travando contra a depressão desde que sua perna foi parcialmente amputada. Em 2017, durante uma turnê pela América do Sul, o cantor precisou ser hospitalizado após uma grave infecção e parte de seu membro inferior direito precisou ser retirado para conter o problema.

Por meio de um texto no Facebook, Steve Grimmett declarou: “Enquanto lutava para voltar ao palco, após perder a perna de repente em janeiro de 2017, não percebi que algo dentro de mim começava a dominar. Ficava mais irritado do que o ‘normal’ em um minuto e para baixo das profundezas em outro. Dentro de oito semanas após voltar para a casa, comecei a perder cabelo e, mal sabia eu, era o começo dos sinais de transtorno do estresse pós-traumático (TEPT)”.

O cantor disse que tentava se manter otimista e, na época, não achava que estava deprimido. “Não fui diagnosticado até junho de 2018, 18 meses após a amputação. Em seguida, perdi meu irmão Alan, em 21 de novembro de 2018, e isso acabou comigo. Sofri ataques de ansiedade e sentia que não podia lidar com nada. Fui para baixo de forma tão rápida que, enfim, bati em uma parede de tijolos: uma coisa pequena me deixou no limite e pensei em suicídio”, afirmou.

Grimmett relatou que sua salvação foram seus filhos, sua esposa e o restante de sua família. “Não poderia fazer isso com eles. No dia seguinte, minha mulher me levou ao médico, que me deu antidepressivos. Fiz um curso para lidar com o luto que me ajudou. Tento cuidar da família do meu irmão da melhor maneira possível e sabemos que o pior está por vir, com o aniversário da morte de Alan, mas agora me sinto preparado. Somos uma família próxima e forte, iremos superar isso juntos”, disse.

O vocalista ainda sofre com o problema de saúde mental, embora não tenha mais pensamentos suicidas. “Estou aprendendo a lidar com isso dia após dia. Há dias em que sou derrubado, mas estou determinado a continuar lutando e melhorar ainda mais. Rezo para que, ao contar minha história, qualquer pessoa que se sinta da mesma maneira seja incentivada a procurar ajuda antes que seja tarde demais”, concluiu.

Steve Grimmett estava em turnê pela América do Sul com o Steve Grimmett’s Grim Reaper quando uma infecção no pé se espalhou para os ossos. A situação ficou insustentável e ele precisou ficar internado por um mês, em um hospital no Equador. Os fãs arrecadaram US$ 14 mil para que ele bancasse os custos do tratamento, já que seu plano de saúde se recusou a arcar, devido ao tipo de trabalho que ele exercia.

O retorno aos palcos só aconteceu em julho de 2017. O primeiro álbum após o ocorrido foi lançado no dia 11 de outubro, intitulado “At the Gates”.

Ouça aqui o novo álbum “At The Gates”.

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.