Semana passada foi divulgado que Ginger Baker, o lendário baterista do CREAM, estava em estado crítico de sáude, e agora foi revelado que ele faleceu aos 80 anos de idade.

Um breve comunicado nas mídias sociais neste domingo, 6 de outubro, diz “Estamos muito tristes em informar que Ginger faleceu em paz nesta manhã. Muito obrigado a todos que enviaram mensagens de carinho nas últimas semanas”.

Nascido em 1939 em Lewisham, South London, Ginger passou por algums problemas de saúde nos anos mais recentes. Em 2016 sofreu uma cirurgia cardíaca, e ainda em recuperação, sofreu uma queda que afetou suas pernas. Em 2013 ele já havia sido diagnosticado com uma doença pulmonar crônica, e há muitos anos vinha sofrendo com fortes dores nas costas devido a uma doença degenerativa.

Fortemente influenciado por jazz e música africana, Ginger Baker é considerado um dos bateristas mais importantes da história do rock, principalmente pela sua passagem pelo Cream, que contava também com Eric Clapton na guitarra e Jack Bruce no baixo, banda que existiu

Ginger Baker é um dos bateristas mais importantes do rock. Com forte influência do jazz e da música africana, Baker se destacou, em especial, com o Cream. Ele também participou do Blind Faith com Claptin, Steve Winwood e Ric Grech, e teve uma longa carreira solo.

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.