Lançado dia 12 do mês passados, o primeiro álbum de estúdio dos curitibanos do Eletric Mod, “Discharge” é mais um exemplo da qualidade e da vasta diversidade musical produzida em nosso país

É uma pooooooutaa disco de Hard Rock, com “H” maiúsculo. O disco como um todo esbanja talento, competência e bom gosto da banda formada por Renan Zonta (vocal), Ben Hur Auwarter (guitarra), Yuri Elero (baixo) e André Leister (bateria).

O disco é essencialmente calcado no hard rock dos anos 70/80 mas com o peso e o groove característicos do hard/heavy dos anos 90. Mas temos também elementos de blues, country, pitadas de grunge e até mesmo algumas levadas de funk (aquele do James Brown, não a outra porcaria que você pensou) muito interessantes.

Não à toa, a banda que lançou este trabalho magnifico pela gravadora italiana Frontier Records (que tem nomes de peso como que trabalha Whitesnake, Mr. Big, Glenn Hughes, Yes e Toto), entrou para o seleto grupo de bandas brasileiras com destaque no exterior.

Infelizmente o excesso de elementos contidos no disco deixam o trabalho um pouco caótico. Parece não haver uma conexão entre as faixas. Porém a maturidade logo no disco de estréia mostra que podemos esperar muita coisa boa nos próximos trabalhos da banda.