Mesclando rock progressivo com tendências modernas, “IMAGO”, o segundo álbum da banda Do Culto Ao Coma, está disponível em todas as plataformas de streaming. Thiago Holzmann (vocal e teclado), Guilherme Costa (baixo e teclado), Leandro TG Mendes (guitarra) e Leonardo Nascimento (bateria e teclado) produziram o sucessor do conceitual “Destinorama” (2015) ao lado de Filipe Coelho, do Coelhos Studio (São Bernardo do Campo), que também foi responsável pela gravação, mixagem e masterização.

“Como toda obra de arte, que no processo de composição e pesquisa acaba por se misturar com a própria vida real, nosso segundo álbum retrata nossas transformações individuais. Em ‘IMAGO’, se destaca a transformação das referências, das composições, dos timbres e, claro, do resultado final. Uma metamorfose sonora”, disse o guitarrista Leandro TG Mendes. “As músicas falam sobre transformações, metamorfoses, flertam com temas mais reflexivos sobre a dura passagem do tempo, da rotina caótica e tóxica, da vontade de sair do tédio, sentimentos confusos e ambíguos e sobre a morte. É um disco introspectivo na sua essência, mas empenhado em explodir musicalmente”, acrescentou Guilherme Costa (baixo e teclado).

“IMAGO” foi antecipado pelos singles “A Euforia Entre Nós”, “Tempos de Dor” e “Antes Que o Tédio me Vença”. “O primeiro single foi para a faixa de abertura, ‘A Euforia Entre Nós’, que apresenta uma linha sonora mais moderna e impacta ao unir elementos de orquestra e música clássica com riffs pesados de guitarra e baixo”, detalhou Leandro TG Mendes. Por outro lado, “Antes Que o Tédio me Vença” apresenta o lado mais despojado da banda. “Ela possui um groove pesado e dançante, com uma linha de voz bem específica, ora lamentosa, ora agressiva. É uma reclamação sobre o cotidiano frenético e tóxico, mas também propõe um brinde aos momentos onde conseguimos aproveitar a vida ao máximo, longe de qualquer cobrança e julgamento”, explicou Thiago Holzmann (vocal e teclado).

Para ver o lyric video do single “Tempos de Dor”:

Além destas, o Do Culto Ao Coma explorou alguns territórios até então inéditos para o grupo. “Um dos exemplos se dá em ‘O Céu Sombrio de Ontem’, em que o violão se torna protagonista, graças à participação especial de Antonio Celso Monteiro da Costa. Também tivemos a presença da voz feminina de Chay na faixa ‘Isocrônico’ e o repertório ainda traz uma música inteiramente instrumental, ‘Apesar de Calado'”, observou Leonardo Nascimento (bateria e teclado).

Confira o repertório de “IMAGO”, que teve a arte de capa criada por Kennedy Martins:
01. A Euforia Entre Nós
02. Antes Que o Tédio me Vença
03. Imagogia
04. Tempos de Dor
05. Desrazão
06. O Céu Sombrio de Ontem
07. Apesar de Calado
08. O Afeto de Schrödinger
09. Isocrônico
10. Eterno Retorno

Do Culto Ao Coma:
Thiago Holzmann – vocal, teclado, percussão e violão
Leandro TG Mendes – guitarra e vocal
Guilherme Costa – baixo, teclado e vocal
Leonardo Nascimento – bateria, teclado e vocal

Streaming:

Deezer – https://is.gd/k7gD8L

Rede Metal no Instagram:

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.