O vocalista e guitarrista do Megadeth, Dave Mustaine, detalhou a sua atual condição de saúde em entrevista à Rolling Stone. O músico foi diagnosticado com um câncer na garganta que, segundo ele em nota divulgada no meio deste ano, tinha 90% de chances de cura.

Foi divulgado, em meados de setembro, que Mustaine estava para concluir seu tratamento. Embora já esteja em fase de reabilitação, o músico revelou, durante esta entrevista, que não está oficialmente em remissão – termo usado para caracterizar o período em que a doença não esteja com sinais de atividade, embora não seja sinônimo de “cura”.

Por outro lado, pode ser apenas uma questão de tempo até que os médicos apontem que o câncer de Dave Mustaine esteja em remissão. Resta aguardar, mas o lendário músico segue trabalhando em sua recuperação dia após dia.

“Estou no outro lado do tratamento e me sinto bem forte. Após a radiação, o cara disse que meus exames parecem ótimos. Disse: ‘você parece estar no estágio 1 e você deveria estar no estágio 3’. O oncologista disse a mesma coisa: ‘você parece realmente forte’. Seguimos em frente neste processo”, afirmou Mustaine.

Após cancelar todas as suas atividades na estrada em 2019, incluindo uma turnê no Brasil, Dave Mustaine está empolgado para retornar aos palcos. O Megadeth volta a excursionar em 2020 e, paralelamente, seguiu trabalhando em seu novo álbum de estúdio, que sucede “Dystopia”, ainda que tenha passado por alguns intervalos.

A descoberta do câncer

Ainda durante a entrevista, Dave Mustaine revelou que descobriu estar com câncer após uma consulta ao dentista. “Meus dentes são muito sensíveis, pois sou ruivo. Em um procedimento, relatei ao dentista que parecia ter algo errado na região dos meus dentes. Ele me recomendou visitar um especialista em cirurgia oral, que me falou que parecia ser câncer e me sugeriu ir a outro especialista, em garganta, ouvido e nariz”, afirmou ele, dizendo que o tal médico era “um idiota”, por tratá-lo mal.

Mustaine voltou à estrada para fazer a turnê “Experience Hendrix”, mas ele levou “um cara de emergência” com ele para examinar sua garganta. “Ele disse que via aquilo 20 vezes por dia e que não tinha nada de errado, mas que eu deveria ir ao médico quando a turnê acabasse. Eu me divertia na turnê. Quando tocamos na Flórida, fui a um médico e fiz exames. Duas semanas se passaram e pensei: ‘não ter notícias é uma boa notícia, certo?’. Mas me ligaram e disseram: ‘oh, sim, você tem câncer'”, afirmou.

A notícia pegou Dave de surpresa, mas ele estabeleceu que iria lutar até o fim, seguindo as orientações médicas e a filosofia das artes marciais. “A medicina oriental tem como filosofia a prevenção, enquanto que a ocidental lida com a doença após ela chegar”, disse.

via RollingStone.com