A recente pandemia de coronavírus está afetando mais do que apenas a nossa possibilidade de estarmos próximos de outras pessoas, ou de ter uma vida normal em sociedade como estávamos acostumados, mas também afetou a venda de certas músicas que aparentemente teriam maior significado no mundo atual. Entre os que viram picos de vendas na semana passada, estão faixas das bandas Disturbed, At the Drive In, R.E.M. e várias outras.

De acordo com a Billboard, o single de mais de 20 anos do Disturbed, “Down With the Sickness”, aumentou 31% nas vendas de músicas digitais e subiu três por cento nas transmissões nos EUA, chegando a 2,6 milhões.

Outra faixa de 20 anos, “Quarantined”, do At the Drive In, do álbum Relationship of Command de 2000, teve um salto de 70% nas transmissões dos EUA.

Um dos maiores beneficiários durante esse período de crise é o “It’s the End of the World As We Know It” do R.E.M. O single de 1987 do álbum Document, estreou na 22ª posição no ranking de vendas de músicas digitais de todos os gêneros na semana passada, um aumento de 482%, com mais de 5.000 downloads vendidos. Além disso, obteve um ganho de 169%, indo para 1,7 milhão de streams da música só nos EUA, o que levou à estréia da faixa na #4 da parada Hot Rock Songs.

Outras faixas de picos observados durante a pandemia incluem “Corona”, do The Minutemen (que é só “A MÚSICA DO JACKASS”), “My Sharona”, do Knack, “Isolation”, da Joy Division e “I Will Survive”, de Gloria Gaynor…

Não é rock, então entra como bonus:

SUPER BÔNUS TRACK!!!

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.