Acaba de ser liberado no Bandcamp, uma coletânea digital que envolve várias bandas de Black/Pagan Metal do Brasil. O trabalho foi construído sob a alcunha de criar uma resistência que lute contra a visão cristianocêntrica e fascista que tenta dominar a arte da música pesada no país.

Nomes de peso como, Miasthenia, Agnideva, Dark Paramount, Katari, Morcrof, Ocultan, Primordial Idol, Profane Souls, Sangue Antigo, Vuduzebu e Vultos Vociferos, apresentam nessa compilação, obras autorais, que criticam ferreamente, toda essa doutrinação alienatória e imposta pela sociedade ao povo.

O material em breve será oficialmente disponibilizado em todas as plataformas digitais. Você pode conferir o material com todas as 15 faixas, acessando o link abaixo:

Tracks:

01 – Agnideva – Virgin Mother Crone
02 – Dark Paramount – Arokawa
03 – Dark Paramont – Noite de Sabá
04 – Katari – Raise the Unancha
05 – Katari – Black Metal Thorns
06 – Miasthenia – Antípodas
07 – Morcrof – Portae Ex Solis Sursum Aquilonem
08 – Ocultan – Exu Lord of Fire
09 – Ocultan – Father of the True Light
10 – Primordial Idol – Ancestrais
11 – Profane Souls – Almas Profanas
12 – Sangue Antigo – Portadores da Chama Eterna
13 – Vuduzebu – Esú Ota Orisa
14 – Vultos Vocíferos – Rex Infernus
15 – Vultos Vociferos – O Crocitar dos Corvos

Trecho retirado do bandcamp onde o material se encontra:

Manifesto Resistência Pagã: pela descolonização espiritual

Quando as nuvens da intolerância se avultam no horizonte, sentimos que é nossa obrigação nos posicionarmos contra o avanço do conservadorismo fascista e fundamentalista que se perpetua na aliança perversa entre governo e religião. Esse manifesto declara que não podemos esquecer as bases colonialistas e cristãs que institucionalizam as práticas de intolerância e autoritarismo que caracterizam hoje essa aliança. Lembrar é resistir! Desde a chegada dos colonizadores europeus na América observamos um processo sistemático de destruição e colonização de antigas cosmologias e filosofias que rivalizavam com a ortodoxia cristã. Esse processo de destruição e estigmatização de culturas ancestrais veio acompanhado de escravidão e genocídio de povos indígenas e africanos, bem como da queima de milhares de mulheres acusadas de bruxaria pela Inquisição Moderna. Os rebanhos ortodoxos do “progresso”, sob o signo da cruz e da espada, ainda seguem devastando a diversidade natural e espiritual constitutivas da terra e do ser. Diante dessa colonização espiritual ensejada pelo racismo e sexismo dogmático e religioso postulamos uma grande rebelião, reunindo nesta coletânea a música de resistência pagã entoada pelo Black Metal latino-americano. Nosso manifesto é um chamado para a luta contra tal desertificação do humano. Um clamor pela descolonização espiritual que se faz na sustentação de diálogos e aprendizagens com os antigos ritos, saberes e histórias ancestrais. Devemos nos manter firmes na luta e manter as chamas da resistência pagã acesas, e vemos nossa música como uma forma de manifestar nosso posicionamento. Que seja insuflada a rebelião!

Esse manifesto expressa o legítimo posicionamento ideológico das bandas: Agnideva, Dark Paramount, Katari, Miasthenia, Morcrof, Ocultan, Primordial Idol, Profane Souls, Sangue Antigo, Vuduzebu, Vultos Vocíferos.

Catanduva – SP, 09 de janeiro de 2020.