No mini documentário feito pela Loudwire “The Satanist of Warsaw” o site visitou Nergal na Polônia para discutir o álbum magistral de Behemoth, The Satanist – que levou a alcunha de Metal Album of the Decade – junto com a batalha do músico contra o câncer e o governo polonês. Nesta versão do artigo, Nergal explica como ele se tornou um satanista e exatamente por que isso o atraiu.

Sentado em sua própria barberiana, Nergal revelou que sua conexão com o satanismo começou com o metal e a estética sombria usada por suas bandas favoritas. “Desde o primeiro dia, quando comecei a ler e explorar o conceito satânico, parecia libertador descobrir por mim mesmo”, descreve Nergal.

“Eu apenas lia entrevistas de outros músicos, porque tudo começou com a música, obviamente, não com minha paixão pela filosofia. A partir disso, desenvolvi meu interesse pela filosofia. Eu colecionava sob diferentes ângulos, mas começou com a música, com o caráter rebelde do metal extremo ou do heavy metal em geral, para o qual Satanás é um dos arquétipos mais fortes. Desde o primeiro dia, ele tem sido o espírito animal de qualquer subgênero de metal”.

Como qualquer jovem típico da Polônia, Nergal recebeu uma educação católica, embora não muito rigorosa. “O catolicismo polonês é muito superficial. É baseado em aspectos tradicionais e não em profundas experiências espirituais”. Nergal diz. “Quando adolescente, percebi que isso fede, porra. Eu não acho que pertenço a esse lugar, então escolhi o outro lado – o lado invertido.”

“Eu nunca direi que a filosofia da minha vida se resume à cruz invertida, mas como eu disse antes, é uma das armas que eu uso quando filosofar com um martelo”, Nergal ri.

Assista ao vídeo exclusivo com Nergal acima e, para assistir a todo o documentário sobre Satanistas de Varsóvia:

Fã de sludge/stoner/doom e bandas pontuais de várias outras vertentes. Paulistano esperando a volta segura de shows, fã de uma boa competição, seja ela qual for. Aqui na Rede Metal faz curadoria e publicação de conteúdo e toda parte administrativa e estratégica.