Confira logo abaixo o clipe de “Hours“, primeiro single do álbum de estreia do grupo Amahiru, formado pelo ex-baixista do Dragonforce Frédéric Leclercq com a guitarrista japonesa Saki (Mary’s Blood, Nemophila):

Amahiru é um novo grupo formado pelo francês Frédéric Leclercq e pela guitarrista japonesa Saki.

Frédéric é mais conhecido pelos seus longos anos como baixista do Dragonforce, além de atualmente ser o baixista do Kreator. Já Saki é guitarrista das bandas japonesas Mary’s Blood e Nemophila.

O álbum de estreia auto-intitulado do Amahiru será lançado no dia 27 de Novembro na Europa e nos EUA via earMUSIC, e no mesmo dia, via Ward Records, no Japão.

A amizade entre Frédéric Saki começou em 2015, quando o Mary’s Blood abriu o show do Dragonforce em Hong Kong. Os dois se deram bem logo de cara e não demorou para pensarem na ideia de um projeto musical colaborativo.

Além de ambos, os músicos que ajudaram a transformar o projeto em uma banda são: O vocalista britânico Archie Wilson, que, segundo Frédéric promete ser uma grande revelação:

“Ele tem uma voz poderosa, grande senso de ritmo e é versátil, pois ele consegue atingir aquelas notas agudas, cantar em registros médios e também ter tanto melódico quanto agressivo; o cara perfeito pro Amahiru.”

Na bateria, a banda conta com Mike Heller (Fear FactoryRaven), e nos teclados, Coen Jansen (Epica).

Além disso, participações especiais no álbum de estreia do Amahiru já foram reveladas. São elas a vocalista Elize Ryd (Amaranthe), e o baterista Sean Reinert (CynicDeath), falecido no início de 2020.

O álbum de estreia foi mixado pelo sueco Jens Bogren (DragonforceSymphony XPowerwolf). A versão japonesa do álbum terá um DVD bônus com dois videos musicais, gravados no Japão.

Sobre a origem do nome AmahiruFrédéric comenta:

“Estávamos tentando achar um nome e eu tive um sonho em que alguém estava pedindo para mim para assinar um contrato para esta banda, Amahiru, e o número 13 não parava de aparecer no contrato. Quando acordei, eu de fato me lembrava do sonho vividamente, então comecei a fazer um processo pensativo. Eu fiz este nome Amahiru, pois seria fácil de ser pronunciado pelos japoneses. Mas aí me perguntei, significa algo? Eu digitei o nome na internet, e nada. Aí eu tentei Hamahiru só para ver uma pronúncia diferente, e a coisa mais bizarra, Hamahiru significa 13 em Basquiano. E eu sequer sei falar Basquiano!”

Lista de faixas do álbum de estreia Amahiru:

  1. Innocent
  2. WTTP
  3. Hours
  4. Way Out
  5. Ninja no Tamashii
  6. Vanguard
  7. Bringing Me Down
  8. Lucky Star (Part. Esp. Elize Ryd)
  9. Waves
  10. Samurai
  11. Bringing Me Down (Versão alternativa) (Part. Esp. Sean Reinert)
  12. Zombi (bônus track)
  13. Shine (bônus track da versão japonesa