Nem só de magia e entretenimento vive a Disney, mas também banimentos, principalmente se a música pesada está em questão, pois não seria muito normal tocar numa Radio Disney clássicos do metal de bandas como Cannibal Corpse e Necrophagist (duas bandas cujos nomes dizem respeito ao consumo de mortos). Não é muito familiar, mas a arte não deveria ser julgada, correto?

Esses dois mundos opostos se sobrepõem ocasionalmente, já que as turnês de rock e metal costumam parar na House of Blues em Lake Buena Vista, Flórida e Anaheim, Califórnia, que já pertenceram a Disney. Ao longo dos anos, várias bandas foram impedidas de se apresentar no “The Happiest Place on Earth” (lugar mais feliz da Terra, em tradução livre), já que a Disney considerou a imagem, o conteúdo lírico e até mesmo os “fãs indesejáveis” de certos grupos motivos para bani-los na esperança de preservar a imagem totalmente limpa da empresa . Bem, principalmente – eles tiveram seus próprios percalços, como a abertamente racista Song of the South, que nunca terá um relançamento e algumas referências sexuais em outros como O Rei Leão e A Pequena Sereia. Enfim, a hipocrisia!

E com esse disclaimer inicial, pegamos uma lista bem interessante da Noisecreep que mostra os diversos motivos das bandas em questão estarem banidas dos domínios de Mickey Mouse.


#1 Cannibal Corpse

cannibal-corpse

“Despojado, estuprado e estrangulado.” “Fodido com uma faca.” “Desembuchamento frenético.” “Coleção de humanos mortos”. “Face esmagada por martelo.” “Eu gozo sangue”. Sim, a morte faz parte do ciclo da vida, mas ainda é difícil de vender. Quem diabos marca um show do Cannibal Corpse no terreno da Disney? E shhh … não diga aos verificadores de ingressos que o líder do Cannibal Corpse, Corpsegrinder, vai à Disney World o tempo todo.


#2 Exodus

Quando a turnê de 2013 da Metal Alliance com Anthrax, Exodus, High on Fire e Municipal Waste se voltou para a casa de shows House of Blues da Disney, apenas uma banda encontrou resistência: Exodus. Como a Cinderela proibida de ir ao baile, as lendas do thrash metal da Bay Area divulgaram um comunicado dizendo que a Disney decidiu que a banda era “muito metal”; eles conseguiram se apresentaram em outro local naquela noite em Tampa, Flórida.


#3 The Dillinger Escape Plan

The Dillinger Escape Plan foi uma das primeiras bandas de metal proibidas de tocar nas propriedades da Disney. Greg Puciato tinha o hábito de sangrar no palco, o que pode ser um pouco violento para a demografia da Disney, mas, ei, eles faziam as crianças assistirem um caçador atirar na mãe do Bambi e ver Scar conspirando para matar seu próprio irmão em ‘O Rei Leão’.


#4 Machine Head

Machine Head

Dizem que a terceira vez é a que vale, mas não para o Machine Head. Eles foram vítimas da proibição da Disney três vezes, inicialmente por “imagens violentas”, “letras inflamadas” e “fãs indesejáveis”. Mesmo em turnê com Dethklok, All That Remains e The Black Dahlia Murder (uma banda com o nome de um dos assassinatos mais notórios da América), todas as bandas tiveram permissão para entrar, exceto Machine Head.


#5 Gallows

“Mickey Mouse ficou com ciúmes porque Minnie Mouse tinha pôsteres da Gallows em sua parede”, disse o grupo punk hardcore britânico depois de saber que eles foram considerados “muito ofensivos” e incluídos na lista de banimento da Disney’s House of Blues. “Esse tipo de coisa acontece muito. Recomendo que o Mickey dê mais atenção à Minnie, sabe, leve-a para passear e faça-a se sentir especial. Os ratos de desenho animado também precisam de amor”, acrescentaram. Livre-se daquela orquestra e do chapéu de mago e entre no pit, amigo.


#6 Every Time I Die

A palavra “Die” deve ficar bem em uma marquise de propriedade da Disney. Enquanto uma família passa, uma criança se pergunta em voz alta como alguém pode morrer repetidamente, pensando no nome da banda Every Time I Die. “Como o amor e a felicidade podem ser eternos se a vida não o é?” É uma conversa sombria. Em 2017, a Disney rejeitou a apresentação de Every Time I Die, mas não deu motivo.


#7 Cattle Decapitation

Entendemos. Cattle Decapitation não soa como um amigo mútuo de ‘Home on the Range’, amigo das fazendas da Disney. Apesar da banda condenar o consumo de carne e o abate sistemático de animais, eles ainda foram considerados “brutais demais” para o House of Blues, pelos deathgrinders veganos. Talvez eles tivessem tido mais sorte se o álbum de 2002 fosse intitulado “To Serve Mouse” ao invés de “To Serve Man”.


#8 The Faceless

Meshuggah? Bem-vindo, entre! The Faceless? Desculpe, você não está na lista. Por razões não identificadas, o grupo de tech-death The Faceless não teve permissão para tocar pelos idos de 2009, mas por alguma razão Meshuggah não teve nenhum problema. Estamos perdidos aqui, pois o conteúdo lírico de ambas as bandas trata da consciência, da sociedade e de outros temas semelhantes. Talvez seja apenas o nome?


#9 Warbringer

Banido sem motivo, Warbringer disparou contra a Disney questionando seus próprios valores. O frontman John Kevill destacou “hienas nazistas que andam marchando na canção de Scar em ‘O Rei Leão” e “corvos racistas em ‘Dumbo'”, contrariando qualquer noção de que os temas líricos de Warbringer sobre guerra (duh), destruição e violência geral eram radicalmente fora de nossa linha, assim como o entretenimento vendido pela corporação Walt Disney World.


#10 Thy Art Is Murder

Talvez se Thy Art Is Murder fosse um ato em tributo ao Scar do “Rei Leão”, eles poderiam ter evitado a censura. Mas não, a banda australiana de deathcore foi proibida de tocar em sua turnê de 2015 com Parkway Drive. Eles contra-atacaram e transformaram a proibição em um distintivo de honra, fazendo uma maquete de camiseta do Bad Brains retratando o castelo do Magic Kingdom sendo atingido por um raio com “Banned in Disney” impresso no canto inferior direito.


#11 Skeletonwitch

Em 2013, Skeletonwitch se juntou à lista aparentemente aleatória de bandas de metal que não são mais permitidas dentro das paredes felizes da House of Blues da Disney. Amon Amarth e Enslaved foram autorizados a atuar sem problemas, mas Skeletonwitch foi considerado “impróprio para se associar à Disney”. Então: invasões vikings e crânios esmagadores combinam com a imagem da Disney, menos munhequeiras com cravos e cintos de bala?


#12 letlive.

Na estrada com o Taking Back Sunday em 2015, letlive. foi retirado da conta pelos grandes conspiradores que operavam sob a lei do Mouse. “Há rumores de que Pateta, Plutão e a maior parte de Toontown protestaram contra a decisão, mas o Presidente Mouse exerceu poderes de veto e anulou a proposta no final”, zombou a banda em uma postagem séria informando aos fãs que não se apresentariam na House of Blues e que nenhuma explicação foi oferecida do acampamento da Disney. letlive, certo?


#13 Exmortus

Em turnê sob o comando do lendário Marty Friedman, o batalhão de death metal melódico Exmortus teve a chance de tocar para os fãs em Anaheim, Califórnia, em 2015. Como tantos outros artistas, o grupo ficou se perguntando por que foram considerados questionáveis. Na época, Exmortus tinha acabado de lançar ‘Slave to the Sword’.


#14 Ice Nine Kills

Em abril de 2019, um fã no Twitter perguntou ao Ice Nine Kills por que seu show na House of Blues em Orlando não aconteceria mais. “O House of Blues da Disney em Orlando nos proibiu de nos apresentar por causa de nossas imagens violentas. É uma pena, porque eu sei que já vi o Pato Donald em um show antes, ele é um fã do INK”, respondeu a banda. Eles seguiram em frente com uma linha de produtos inspirados na Disney.


#15 Hyro the Hero

Enquanto Hyro the Hero estava em turnê com o Nonpoint no verão de 2019, eles descobriram que tinham sido proibidos de tocar no House of Blues em Orlando. “Então, acabei de descobrir que a Disney não nos permitiram tocar no The House of Blues em Orlando em nossa turnê com a Nonpoint. Vocês têm alguma ideia de por que eles nos escolheram? “A banda tuitou.

Então, se você tem, ou conhece alguém que tenha uma banda de metal, é bem provável que no país da liberdade haja um lugar proibito para se apresentar! 😀